segunda-feira, 3 de julho de 2017

domingo. 20 horas.

Telefone toca.

- Oi Mãe!
- Filha você faz a compra de mês onde? Encontrei um supermercado onde tudo é mais barato. Lá tem pão, delicioso, por 2 reais, daqueles de caixa, imagina só.

Estamos na mesma cidade.
É, acho que virei adulta. Não tem jeito!

11 comentários:

  1. Acontece a todos.
    Quando não acontece é que é um problema sério.
    Boa semana

    ResponderExcluir
  2. Crescer não é mesmo fácil. ;)
    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  3. Hahahaha.

    Adoro essas pequenas constatações do cotidiano que esfregam na nossa cara a realidade do tempo, né?

    Você tinha fechado o blog?

    Beijo, queridona! Eu fico muito feliz quando você aparece. E principalmente, quando tem coisa aqui pra ler. <3

    ResponderExcluir
  4. Uma constatação muito legal.
    Virar adulta é bem legal.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ahaha! Mais um passo sem retorno em direcção à vida adulta! =)

    ResponderExcluir
  6. "Crescer é como se perder da mãe no supermercado para sempre". Beijos, Sara.

    ResponderExcluir
  7. Mais um ciclo que começa.

    Uma ótima semana.
    Beijinhos estalados...

    ResponderExcluir
  8. Tenho percebido isso também: o fato de eu saber comparar os preços de diferentes supermercados, pagar com débito, ligar eu mesma para marcar tudo o que tiver que marcar, pagar os boletos, os fins de semana sozinha no apartamento... O fogão do novo apartamento, inclusive, é daqueles que se acende com fósforo. Talvez porque me lembre a infância em volta da saia das matriarcas, me senti extremamente adulta acendendo o fogão com fósforo, hahaha!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Pois é uma hora ou outra crescemos e percebemos no mínimo detalhe.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. E que saibamos lidar com essa tal vida adulta, com todos os seus desafios e ensinamentos. rs
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Adultos mais uma fase de adaptaçao :)

    ResponderExcluir